Economize com fretes de compras online, conheça a Startup Paranaense Sent4

0

Há três anos, o paranaense Cristian Trentin concluía um acordo difícil. Um de seus mais importantes sócios deixaria a EcoBike Courier, startup que o jovem gerenciava na época. “Estava me sentido derrotado”, lembra. Horas depois, ao chegar em seu escritório, foi recebido por amigos com uma grande notícia. Havia sido apontado pela Revista Forbes como um dos 30 jovens mais promissores do Brasil.

O fundador da marca de entregas via bicicletas que se espalhou por todo o país e recebeu vários prêmios figurava ao lado de personalidades como o jogador Neymar e o rapper Emicida. Formado em desenvolvimento de sistemas, com MBA em Gestão Estratégica de Empresas, o empreendedor de 33 anos abriu a EcoBike em 2011 e, no ano seguinte, a startup ficou entre as três organizações mais sustentáveis do Brasil em um ranking do Greenbest.

O paranaense revela que, depois de uma rotina agitada e cheia de projetos, sempre se permite ter um momento de calma. Mesmo inquieto e eufórico, quando chega em casa, separa bem o trabalho do descanso e relaxa. “Eu desligo mesmo, já me acostumei. O mundo pode estar pegando fogo, mas eu reservo aquele tempinho para mim”, conta.

Atualmente, à frente da Sent4, Trentin segue no ritmo que sempre alimentou seu ímpeto empreendedor. Tem muitas reuniões, viaja com frequência – mas nunca gasta mais do que pode. Durante as viagens, come sanduíche, se ho

speda em hostel e usa Uber. “Como a gente está começando, não pode se entregar a muitos luxos”.

No escritório da startup, que fica no Centro de Curitiba e conta com 16 funcionários, ninguém tem horário para chegar. Apenas metas. E, ali, Trentin faz um pouco de cada coisa e se coloca a par de tudo o que acontece. Se pudesse dar um conselho a quem está começando um negócio, pediria para que o futuro empresário buscasse bons sócios e funcionários. “O que faz algo dar certo é ter gente que sonha junto com você”, diz.

Assim que chegou a Curitiba com a família, aos 16 anos, o empresário de Cascavel trabalhou como vendedor de jornais, entregador de panfletos, garçom e, aos 17, entrou em uma escola de informática como office-boy para depois se tornar professor. De vez em quando, também ajudava na recepção.

Depois de dois anos, começou a atuar como desenvolvedor de sistemas. Embora prestasse serviço para outras empresas, sempre apostava nas próprias ideias. Aos 19, criou um e-commerce de adesivos de parede e, quando atingia determinado valor nas vendas, convertia para uma instituição de caridade.

Em 2011, passou a ler e pesquisar sobre o mercado de entregas em capitais como Nova Iorque e resolveu abrir em Curitiba a EcoBike Courier, unindo ciclistas para entregas na cidade de maneira eficiente, econômica e ecológica. Vendeu o carro e a casa e investiu R$ 200 mil na ideia, que chegou a várias capitais brasileiras sob a forma de franquias.

Com a redução das portarias em prédios e o fato de que o cliente nem sempre está em casa para receber o pacote, se perde muito tempo e dinheiro na logística. Cristian quer facilitar esse processo. Para o ponto de entrega, sempre um estabelecimento varejista, o acordo é bom porque ele recebe clientes novos todos os dias.

Sempre empreendendo

O empreendedorismo e a tecnologia são velhos amigos de Trentin. Aos 12 anos, quando recebeu em casa seu primeiro computador, começou a fazer cartões para vender na vizinhança e ganhar um dinheirinho para ter no fim do ano. Na mesma época, passou a digitar trabalhos escolares para os colegas e cobrar pelo serviço. “Lembro que meu pai fez um esforço enorme para comprar a melhor máquina para a gente. E, como qualquer computador era muito caro, dividiu em várias vezes e levou um bom tempo para pagar”, conta.

O negócio, que opera em Curitiba e Porto Alegre e deve chegar a Belo Horizonte e São Paulo até o fim deste ano, faz a intermediação entre e-commerce, local de entrega, transportadora e cliente só com o uso da tecnologia. “Já disseram que somos o Uber da entrega para e-commerce”, brinca o empresário.

A primeira loja online atendida é a Prata Fina e há outras três em vias de assinar o contrato com a empresa. “Todas entre os 10 e-commerces mais importantes do país”, adianta Trentin. Para o jovem, todo mundo sai ganhando com a ideia. O cliente, a loja virtual e a transportadora economizam na entrega e ganham mais praticidade.

Após vender a empresa com 100 funcionários no ano passado a um franqueado da unidade em Curitiba, Trentin deu início a um novo projeto em sociedade com o amigo Leonardo Frade. Inspirado no modelo de negócio da Doodle, do inglês Tim Robson — que, a propósito, ofereceu tutoria a equipe do paranaense — resolveu criar a Sent4, startup que atua como uma rede de pontos de retirada para e-commerce.

Funciona assim: você faz uma compra pela internet e, em vez de pagar um frete que leve o produto até sua casa, tem a opção de arcar com um valor menor para retirá-lo pessoalmente em um dos locais parceiros da startup que fique próximo a você. Empresas como a rede de hotéis Slaviero e a Tam Viagens já atuam como pontos de retirada em parceria com a Sent4.

Informações de: Yahoo, IG

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Me notifique
avatar
wpDiscuz